O começo vai embora, de Jessica Felizardo [RESERVA]

Código: jessica Marca:
R$ 45,00
Comprar Estoque: 40 dias úteis
    • 1x de R$ 45,00 sem juros
    • 2x de R$ 22,50 sem juros
    • 3x de R$ 16,38
    • 4x de R$ 12,47
    • 5x de R$ 10,11
    • 6x de R$ 8,52
    • 7x de R$ 7,37
    • 8x de R$ 6,54
    • 9x de R$ 5,88
  • R$ 45,00 Boleto Bancário
  • R$ 45,00 PayPal
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Livro em pré-venda. Envios a partir da primeira quinzena de setembro de 2024.

Quanto tempo levei para  dizer com gosto “sapata”, “fancha”, “cola-velcro”, “sáfica”, entendida, sapatona? Quantos anos levei para sair da clandestinidade e dar passagem para a minha sapatonice? A escrita poética que aqui se roga, parte dessa decomposição política do encontros, precisaram ser reescritos e revisitados várias vezes, passaram a ser o meu trans-torno poético, porque todas as vezes que ia lê-los,  tinha a sensação de que não estaria bom o suficiente para ser chamado de poema, ou mesmo serem publicados. A prática de reescrevê-los fez com que eu chegasse à seguinte conclusão: que um poema nunca estará bom o suficiente para ser publicado, por isso, a experiência de escrevê-los é uma experiência de trans-torno poético.  Penso que falar a partir de um lugar do erotismo sapatônico,  ainda nos põe num lugar de apagamento, frente ao regime heterossexual. Afinal, uma sapatona quando dispara a partilhar sobre o seu prazer erótico, é vista como símbolo de aberração numa sociedade falocrata. Dessa maneira, a escrita das mãos de uma não mulher aos modos de Monique Wittig, sapatona, parda com passibilidade branca, buscar sustentar conversas a partir do XExerecando como modo de dar lugar a memória, a partir das narrativas dos encontros. Assim,  a obra, parte de uma escrita a partir do experiência de habitar o cotidiano da cidade, das políticas de rua, dos bares situados em bairros, e de motéis fuleiros mineiros.  Encontra-se aqui, a afirmação da vida, a insistência da vontade de afirmar a alegria frente aos acontecimentos que deixam marcas e produzem brechas para politizar a cama.

 

Sobre a autora:
Jessica Felizardo é tia da Iara e Pierre. Filha de Roseni e Silveiro, neta de Libia Vilas Boas e Nilcia Felizardo. Psicóloga, atuante da klínica pirata. Artista plástica, sapatona, sapapoeta. 

R$ 45,00
Comprar Estoque: 40 dias úteis
Pague com
  • Mercado Pago
  • proxy-paypal-express-checkout
Selos

Editora Pedregulho - CNPJ: 16.696.041/0001-02 © Todos os direitos reservados. 2024


Para continuar, informe seu e-mail